quinta-feira, 10 de agosto de 2017

A luz vive dentro de você

Mesmo que se equilibre,
Que ignore,
A vida sufoca.

Sufoca o peito de quem se sente oprimido,
Pelo poder,
Por tudo que está fora do nosso alcance,
Uma hora é impossível engolir,
Acaba sufocado por tudo que não soube resolver.

Além disso,
Existe toda uma energia querendo se expandir,
Lutar pelos sonhos,
Desenvolver os talentos,
Ser tudo o que sempre quis,
Que não conseguiu ser.

Mas não é tão simples,
Muitas vezes é como se corresse para quando chegar na linha de chegada,
Haver o caminho percorrido multiplicado por cem,
Somado com montanhas, mares, tempestades para atravessar.

Nesse momento você se sente pequeno,
Esmagado e insignificante,
Perde a paciência que cultivou até então.

Só que não basta,
Não é suficiente treinar para perder a guerra,
Não é justo consigo mesmo,
É exagero, ridículo,
Todo seu sofrimento é minúsculo,
Quando se olha para o lado.

Se for observar esse aspecto então,
O mundo está acabado,
Só há o que lamentar.

Isso é fraco,
É pouco, inútil,
Ser mais uma vítima da vida.

É preciso sentir o que há dentro de nós,
Que tantos cultivam e acreditam,
Se todo o mal e dificuldade é capaz de te esmagar,
Encontre um refúgio,
O bem não está longe.

Busque dentro de ti,
Se houver encontrará nos outros,
Todo o amor que você plantou,
Volta para ti e dá forças para seguir.